Transição planetária, como agir?

Transição planetária, como agir?

Ao estudarmos a doutrina espírita, nos deparamos com a questão da pluralidade dos mundos e com a escala evolutiva dos espíritos. Como os espíritos afirma na questão 55 de O Livro dos Espíritos, todos os planetas do espaço são habitados, cada qual com seres com estrutura adequada para viver no planeta em que se encontra e nós da Terra não somos o primeiro lugar em inteligência, bondade e perfeição, ou seja, o universo é habitado por espíritos com maior e menor grau evolutivo que nós, seres humanos.

Os espíritos ainda afirmam nas questões 96 e 114 de O Livro dos Espíritos que há diferentes graus de perfeição entre os seres, podendo cada ser se tornar melhor a depender de sua busca por melhorar-se. E como cada ser tem um grau de evolução diferente, cada planeta é habitado por espíritos que estão com um grau de evolução semelhante e de acordo com suas necessidades de melhoramento, como podemos ver em O Evangelho Segundo o Espiritismo, Capítulo III.

Em O Evangelho Segundo o Espiritismo, Capítulo III, vemos também que os mundos podem ser divididos nas seguintes categorias: primitivos; de expiação e de provas; de regeneração; e celestes ou divinos. Nessa escala evolutiva dos mundos, a Terra se encontra atualmente no de expiações e de provas, com indícios de que está em processo de transição planetária para mundo de regeneração, como nos conta Manoel Philomeno de Miranda no livro Transição Planetária. Ou seja, assim como os seres tem um processo de evolução para o bem, os mundos têm um processo de evolução para atender as necessidades evolutivas daqueles que os habitam. E aí vem a dúvida, como devo agir na transição planetária?

Lembremos que a Lei do Progresso é uma das leis naturais. Na questão 785 de O Livro dos Espíritos, temos a primeira dica: os maiores obstáculos ao progresso evolutivo moral é o orgulho e o egoísmo. Para vencê-los precisamos abrir os olhos para o mundo espiritual e repensar nossa relação com o bem e o amor. Os bens materiais são passageiros, mas os tesouros do coração são eternos e capazes de gerar uma felicidade infinitamente maior e mais durável. Desapegar da matéria é um exercício necessário para passar pela transição planetária e garantir a estadia na Terra regenerada.

A segunda dica podemos encontrar em O Evangelho Segundo o Espiritismo, no Capítulo IX, em que estudamos uma das bem-aventuranças: “Bem-aventurados os mansos, porque eles possuirão a Terra. (Mateus, V: 4)”. Para passar por essa transição precisamos desenvolver a mansidão em nós, aprender a revidar o mal com o bem, a ter paciência conosco e com os outros, a ser amável e doce com o próximo e ser moderado nas nossas ações. Buscar a transformação interior, se esforçar a melhorar a cada dia. Aquele que conseguir se tornar manso possuirá o planeta Terra regenerado.

Mas não é só esse capítulo de O Evangelho Segundo o Espiritismo que nos auxilia a saber como agir na transição planetária, pois O Evangelho Segundo o Espiritismo como um todo é uma bússola para o nosso melhoramento moral. A terceira dica para saber como agir está em ler, estudar e praticar o evangelho, fazendo nossa própria transformação moral. Como quarta dica, vale ressaltar mais um capítulo em especial, o Capítulo XI, amar o próximo como a si mesmo! Essa máxima nos convida a aprender a nos amar para podermos amar ao outro de todo o nosso coração. Quem pratica o mal ou deixa de praticar o bem ainda está aprendendo o que é o amor, então ainda não é capaz de se amar plenamente. Se permitir entender o que é o amor e como colocá-lo em prática nos permite entender o que é a verdadeira caridade, que vai além de doar bens materiais, já que a matéria é passageira. Ainda estamos em processo para entender que caridade é o gesto de amor para com o outro, estender a mão para ajudá-lo com o que o outro precisa e não com o que nós acreditamos que ele precisa.

A quinta dica está na questão 919 de O Livro dos Espíritos: conhece-te a ti mesmo, pois é nos conhecendo que seremos capazes de identificar nossos pontos a melhorar e a evoluir. Precisamos nos avaliar sempre para entender como anda nossa reforma íntima, pois é o nosso esforço em nos melhorarmos que nos torna pessoas de bem e esse esforço depende de encontramos nossos pontos falhos para tentar consertá-los, progredindo pouco a pouco.

Essas dicas podem ser praticadas com ações que parecem simples, mas que muitas vezes deixamos de praticar durante o dia: fazer as tarefas domésticas sem reclamar; estudar tanto os conteúdos escolares quanto ler o Evangelho; conversar para resolver os conflitos com os amigos, irmãos ou com os pais; respeitar a todos; dar um sorriso ou um bom dia para as pessoas que encontra na rua; oferecer seu acento no transporte público para quem parecer mais cansado ou pelo menos se oferecer para segurar a bolsa ou mochila de alguém; ajudar os avós nos afazeres que eles precisam, nem que seja descascar uma fruta ou mandar uma mensagem nas redes sociais; pesquisar as fontes antes de encaminhar uma mensagem; fazer uma oração para agradecer pelo dia ou por alguma conquista ou prova que passou; cuidar da natureza, seja plantando uma árvore, admirando sua beleza ou reciclando o que for possível; entre tantas outras ações. A regeneração do planeta depende também da nossa própria regeneração! A transformação que precisamos vem de dentro, para sermos melhores e sermos exemplo para os outros que também estão no caminho. Faça a sua parte! E contribua para melhorar a vibração do planeta! Sejamos luz!

Vamos comentar

Que outras ações para praticar essas dicas além das citada na aula você consegue pensar?

Você tem alguma outra dica de como agira na transição planetária?

 

O que achou do conteúdo? Gostaria de fazer algum comentário sobre o tema? Ficou com alguma dúvida? Deixe seu comentário!

Referências
O Livro dos Espíritos – Allan Kardec
O Evangelho Segundo o Espiritismo – Allan Kardec
Transição Planetária – Psicografado por Divaldo Farnco, Ditado por Manoel Philomeno de Miranda
Imagens pexels

2 Comments
  1. Adorei o conteúdo aqui trabalhado acerca da transição planetária. As dicas são ótimas e de acordo com a Doutrina Espírita e fiel a Kardec. Interessante. E também não ficou na campo da teoria não. Mas o mais importante é a prática e isso aparece no final do texto. Esses são exemplos de práticas que nos farão perseguir com a nossa vontade as dicas que foram dadas.

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

4 × dois =