Eurípedes Barsanulfo – 140 anos de nascimento – parte 2

Eurípedes Barsanulfo – 140 anos de nascimento – parte 2

 
No dia 01/05/2020, comemoramos 140 anos do nascimento de Eurípedes Barsanulfo e hoje faremos a parte 2 desse assunto.
 
Arte e cultura: Desde adolescente, Eurípedes tinha acesso a peças teatrais de autores clássicos e compreendia a importância de o povo ter também acesso à cultura. Fundou, então, um grupo teatral em Sacramento – o Grêmio Dramático Sacramentano, do qual faziam parte Leão Coelho de Almeida, seu ex-professor, Lafaiete Goulart, Ana Borges, entre outros entusiastas. Instruir o povo de todas as formas era seu lema. Compreendia que a transmissão da cultura às crianças e aos jovens era, antes de tudo, uma missão evangélica. 
 
Eurípedes tinha acesso às mais importantes obras publicadas em qualquer idioma e traduzidas para o francês, recebendo-as pelo correio das melhores livrarias do Rio de Janeiro, graças à aprovação e ajuda financeira do pai, “Seu” Mogico. O apoio e confiança de seu pai eram tamanhos que também confiou a Eurípedes a educação dos filhos (monitoria) e a contabilidade de seus negócios.
 
Dependências químicas: A adolescência foi vivida num clima sadio. Jamais participou das farras e brincadeiras barulhentas dos jovens. Nunca fumou e jamais experimentou bebidas alcoólicas. 
 
Política:Não nasci para a política, meu pai”, dizia Eurípedes a “Seu” Mogico. Argumentou seu pai: “Sei que quer fazer o bem ao próximo; compreendo e estou de acordo. (…) Pois bem, você poderá fazer ainda mais pelo povo de Sacramento na condição de vereador. Pense nisso, meu filho.
 
“A política, usada no sentido cristão, é instrumento de progresso coletivo.” E, em 1902, com apenas 22 anos, Eurípedes se tornou vereador da cidade. Seu mandato durou 6 anos e colaborou com bravura para o progresso e bem-estar da população, como luz, água encanada, por exemplo.
 
Perseguições e processo judicial:  A conversão de Eurípedes e o gigantesco trabalho que vinha desenvolvendo em nome do Espiritismo provocaram vários ataques da Igreja Católica, sendo ridicularizado pelos beatos da cidade. 
 
As perseguições tomaram tal proporção que Eurípedes foi chamado a debate público, com ampla publicidade, pelo famoso Padre Feliciano Yague, de Campinas. Vencido o debate, Eurípedes se dirige ao padre e dá-lhe um grande abraço.
 
De outra feita, O Dr. João Teixeira Alves, Presidente do Círculo católico de Uberaba, moveu contra ele um processo penal sob a acusação de exercício ilegal da Medicina. Os autos passaram de mão em mão, chegando finalmente ao juiz de paz, que recusa a denúncia contra Eurípedes, alegando serem deficientes as informações prestadas pelas testemunhas, bem como os fatos incoerentes com os relatos da inicial. Em 8 de maio de 1918, o processo prescreve. O fato é celebrado ruidosamente em Sacramento.
 
Sanatório Esperança: Em razão das suas admiráveis faculdades mediúnicas e dedicação integral à prática da Caridade preconizada por Jesus, Eurípedes empenhou-se em atender os portadores de alienação mental, psiquiátrica e obsessiva, erguendo um Hospital em Sacramento, para socorrê-los. A despeito de não poder praticar a Medicina, por não ter a formação necessária exigida, era a sua própria força moral que favorecia o maior número de recuperações, face à bondade que expressava em relação aos pacientes desencarnados, tanto para pacientes encarnados, acometidos dos graves transtornos psíquicos.
 
Ao desencarnar, vítima da gripe espanhola, fundou, no plano espiritual, o Sanatório Esperança. 
 
Saiba quais são as duas principais finalidades do Sanatório Esperança: https://www.oconsolador.com.br/ano9/437/estudandomanoelphilomeno.html
 
Uma das finalidades do hospital era acolher os médiuns e os trabalhadores espíritas que chegavam desequilibrados no mundo espiritual, vítimas do mau uso da mediunidade frente aos compromissos assumidos antes de reencarnarem. E, a qualquer que muito for dado, muito se lhe pedirá, e ao que muito se lhe confiou, muito mais se lhe pedirá (Lc 12:48).
 
“Ser interexistente, viveu como apóstolo da caridade, possuindo extraordinários potenciais curadores e especial acuidade como receitista espiritual, dedicado ao socorro dos menos felizes.” (Tormentos da Obsessão).
 
Eurípedes, Jesus e o Sanatório Esperança: https://www.youtube.com/watch?v=AgZg8NpZ1Ds (palestra de Divaldo) – de 1h43’10” até 1h55’14” E 1h58’30” ATÉ 1h58’46”
Espíritos que se comunicaram através da mediunidade de Eurípedes Barsanulfo: Maria de Nazaré, Sant’Ana, Irmã Celina, Maria Madalena, João Batista, Pedro, Tiago, Mateus, Marcos, Lucas, João Evangelista, Felipe, Paulo Apóstolo, Martinho Lutero, Anjo Gabriel, Anjo Ismael, Orígenes, São Jerônimo, Santo Agostinho, Giodarno Bruno, Sócrates, Platão, Pitágoras, Juvenal Galeno, Jean Huss, Joana D’Arc, Victor Hugo, Lamartine, Bossuet, Lamenais, Fénelon, Lacordaire, Michelet, La Fontaine, Abrão Lincoln, Benjamin Fraklin, Tiradentes, D. Pedro II, José Bonifácio, Joaquim Nabuco, etc.
 
Algumas realizações de Eurípedes:
  • Com menos de dezoito anos de idade, montou uma pequena farmácia homeopática em sua casa, a fim de curar os enfermos dos arredores da cidade que viviam em barracos miseráveis.
  • Antes de completar vinte anos de idade, foi co-fundador da Irmandade de São Vicente de Paulo.
  • Aos vinte e um anos de idade (1901), lançou a Gazeta de Sacramento, juntamente com o promotor público Dr. João Gomes Vieira de Melo e Dr. Pedro Salazar Moscoso da Veiga Pessoa. Publicou artigos semanais, abordando diversos assuntos, inclusive literários.
  • Aos vinte e dois anos, em companhia do promotor, professores, do padre, intelectuais da cidade, fundou o Liceu Sacramentano, cujas portas de abriram em 31/01/1902. Por cinco anos, trouxe aos jovens de Sacramento, totalmente carentes de escolas de ensino médio e superior, muitos benefícios.
  • Em 1902, com apenas 22 anos, Eurípedes se tornou vereador da cidade. Seu mandato durou 6 anos, ajudando sobremaneira a população.
  • Aos 25 anos, fundou Grupo Espírita Esperança e Caridade, atendendo a sugestão do espírito Bittencourt Sampaio. O centro espírita funcionava em sua própria residência.
  • Aos vinte e sete anos, funda o Colégio Allan Kardec, o primeiro colégio espírita do país.
Curiosidades: 
  • Era o terceiro filho, num total de quinze. Sete homens e oito mulheres.
  • “Seu” Mogico não colocou seu sobrenome nem o de sua esposa em nenhum dos filhos. Justificou, certa vez: “ora, se um dos meus filhos se tornar famoso não trará complicações para os demais … Fiz isso por cautela.” Quando Eurípedes tornou-se um médium notável, seus irmãos nada sofreram com o fato.
  • Eurípedes foi o contador dos negócios do pai, até o desencarne, e recebeu salário anual por esse trabalho, dinheiro que jamais gastou consigo mesmo. 
  • Naquela época, os pais não permitiam que as filhas atuassem no grupo de teatro, fato, este que os papéis femininos eram interpretados atores e, às vezes, fiascos aconteciam.
  • É conhecido como Apóstolo da Caridade, Apóstolo da Mediunidade, Apóstolo da Educação, Apóstolo do Triângulo Mineiro.
Algumas das reencarnações do espírito Eurípedes Barsanulfo:
  • O essênio Marcos (por volta do ano 10 a.C)
  • Pregador e mártir (século I): foi educado por Inácio, pupilo de João Evangelista, tornando-se grande pregador na Antioquia
  • O escravo Rufo (século III): vide obra Ave Cristo! pelo Espírito Emmanuel, psicografia de Chico Xavier
  • Johann Kaspar Lavater (século XVIII): grande filósofo e educador suíço
  • Um humilde e anônimo lenhador (século XIX): embora curta esta existência, reencarnou “para amar a Natureza mais de perto, para senti-la melhor e preparar-se para voltar, a seguir, com uma extraordinária missão, o que cumpriu ao pé da letra, com o nome de Eurípedes Barsanulfo”. (Divaldo Franco, em uma palestra em Sacramento, em 28.02.2004, em comemoração aos 100 anos do Culto Evangélico das 9 horas)
Fazemos nossas as palavras de Jorge Rizzini, na obra Eurípedes Barsanulfo – O Apóstolo da Caridade:
 
“Que o Apóstolo da Caridade, podendo usufruir das excelsas belezas dos Mundos Superiores continue, no entanto, conosco, a exparzir suas balsâmicas vibrações sobre as chagas das nossas enfermidades…”
 
GRATIDÃO, EURÍPEDES! 
GRATIDÃO, JESUS!
Texto por Edilson Bias


Há muito mais a conhecer a respeito desse Espírito luminoso! 

 
Recomendações para saber mais
• A vida escreve – XAVIER, Francisco. Espírito Emmanuel
Eurípedes, o Homem e a Missão – NOVELINO, Corina
• Lindos Casos de Eurípedes Barsanulfo: Apóstolo da Educação e da Mediunidade – https://www.youtube.com/watch?v=26wf2Y_jY7c
• Tormentos da Obsessão – FRANCO, Divaldo. Espírito Manoel Philomeno de Miranda
 
Vamos comentar
1 – Faça um comentário sobre o que mais lhe chamou a atenção na vida de Eurípedes.
 
2 – Tendo Eurípedes Barsanulfo como exemplo, como deve ser a atuação do jovem espírita na política?
 
3 – Qual é o melhor momento para praticar a Caridade preconizada por Jesus?
 
4 – Diante de tudo o vimos até agora a respeito da vida de Eurípides Barsanulfo, cite, pelo menos, três motivos que justifiquem esse espírito de escol¹ ser o patrono da Mocidade Espírita do Cefak.
 
¹ Escol: o que é considerado melhor, de maior qualidade, numa sociedade ou num grupo; elite. Aquilo que pode ser considerado como o melhor ou mais relevante, dentro de um grupo, uma sociedade, uma nação etc; elite.
 
O que achou do conteúdo? Gostaria de fazer algum comentário sobre o tema? Ficou com alguma dúvida? Deixe seu comentário!
 
Perdeu a primeira parte? Clique aqui e aproveite-a!
6 Comments
  1. 1- Em vida criou um hospital para pacientes psiquiátricos e, após o desencarne, criou no mundo espiritual o Sanatório Esperança, tamanha sua paixão pela saúde do próximo.

    2- Como deveria ser a de todos que participam da política, sempre buscando o bem da população como um todo e seguindo todas as leis a finco.

    3- Só tem um momento certo pra praticar a caridade: o presente.

    4- Desde jovem já dedicava a vida a ajudar os outros; Foi exemplo de fé, não se abalando coma as perseguições religiosas; Na adolescência realizou inúmeros atos de amor e caridade (como abrir uma farmácia homeopática para ajudar nos arredores da cidade); Sua dedicação eterna aos estudos sendo uma constante durante toda a sua vida.

  2. Achei muito interessante saber que Eurípedes era também envolvido com cultura e arte, como parte da mocidade acho que é algo que pode ser muito útil para o aprendizado e o engajamento do jovem na casa espírita.

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *